Semana corrida, pontos bons e pontos ruins…

Durante essa semana corri bastante, notícias tristes, resolução de problemas, questões pessoais e profissionais, tudo isso envolvido em uma semana. Mas valeu…

Na quarta feira apresentei meu trabalho na Anpuh, que este ano foi na USP. Nunca tinha passado pela experiência, que foi de extrema valia para aprimorar meus conhecimentos. Confesso que nem pensava em continuar essa pesquisa sobre Body Modification e Performance, mas agora vejo que pode valer a pena, até levando-a para o meio da psicologia.

Alguns trechos da justificativa se encaixam perfeitamente em meu trabalho mesmo. Pena que demorei um pouco para entender tudo isso…

“Na sociedade de controle, que emerge após os acontecimentos decorrentes do final da II Guerra Mundial, acompanhados pelas ameaças nucleares à ecologia em todo o planeta, constata-se, segundo a organização computo-informacional das relações de poder, o deslocamento gradual do controle sobre o corpo máquina, útil e dócil, para o da produtividade das inteligências. A população, em seu território, cede lugar ao controle sobre o planeta e a conquista do espaço sideral. Os programas de segurança planetária, acompanhados dos programas de seguro pessoal, redesenham o direto de causar a vida e deixar morrer, próprio da sociedade disciplinar, em direitos de participação.”  E.Passetti

Concluí que tenho muito mais o que pesquisar, e que pude conhecer lá pessoas muito boas e dispostas a ajudar. No começo não pude entender o que tinha de relação meu trabalho e o tema do Simpósio em que estava inserido, já que se tratava de Ecopolítica inicialmente, ou melhor, achei que só tinha a ver com isso. E estava totalmente enganada. Fui bombardeada em minha apresentação por perguntas e questões para se pensar, claro que saí com inúmeras indagações na cabeça. Vou pensando sobre elas então…

Assisti ao mini curso: Candomblé, Umbanda e outras Encanterias: a África e o Brasil (re)inventados nas religiões de matriz africana. Muito bom!
Para quem estuda os mitos africanos, e os utiliza na arte como eu, o curso foi ótimo para ter uma visão sócio-histórica de como essas religiões surgiram no Brasil e qual sua relação com as de matriz africana. Os apresentadores abordaram Salvador e Rio de Janeiro, podemos é claro pensar São Paulo de uma forma diferente, o que pode dar margem para mais pesquisas.

Uma das fontes utilizadas no curso foi o João do Rio (lembro-me de uma amiga bem especial, carioquíssima linda, quando falo do João do Rio):

O feitiço [RIO, João do. As religiões do Rio. Rio de Janeiro: Garnier, 1906]

“É provável que muita gente não acredite nem nas bruxas nem nos magos, mas não há ninguém cuja vida tivesse decorrido no Rio sem uma entrada nas casas sujas onde se enrosca a indolência malandra dos negros e das negras. É todo um problema de hereditariedade e psicologia essa atração mórbida. Os nossos ascendentes acreditaram no aresenal complicado da magia da Idade Média, na pompa de uma ciência que levava à força e às fogueiras sábios estranhos, derramando a loucura pelos campos; os nossos avós, portugueses de boa fibra, tremeram diante dos encantamentos e amuletos com que se presenteavam os reis entre diamantes e esmeraldas. Nós continuamos fetiches no fundo, como dizia o filósofo, mas rojando de medo diante do feitiço africano, do feitiço importado com os escravos, e indo buscar trêmulos a sorte nos antros, onde gorilas manhosos e uma súcia de pretas cínicas ou histéricas desencavam o futuro entre cágados estrangulados e penas de papagaios.” (p.50)

[RIO, João do. As religiões do Rio. Rio de Janeiro: Garnier, 1906]

É minha gente, esse texto é de 1906. O que será de 2011? Bom para pensar.

Isso é muito pouco do que foi a Anpuh, tenho muito mais que pensar e escrever aqui… Mas vamos fazendo isso com o tempo, como boa taurina que sou.

Ainda devo minhas impressões sobre a Astrológica 2011 e sobre a semana da Astrologia. Ui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: